Perguntas frequentes

Você trabalha com pacotes?

Não, pois a lógica das sessões não é uma lógica comercial. Quando uma pessoa compra algo e faz um pacote, ela está levando mais ítens a um preço menor. Para o consumidor, a vantagem é comprar por menos e, para o comerciante, a vantagem é vender mais ítens. No caso da terapia, não teria como fazer mais sessões por menos, porque a terapia é um processo muito artesanal, e o tempo é o tempo emocional. Estamos trabalhando com subjetividade, e não com objetos fechados em si mesmos - por exemplo, "tal coisa vale X, é feito de tal material e eu a vendo para você uma quantidade Y". As sessões precisam ter frequência semanal e a terapia não tem uma duração pré-determinada para a alta. Por isso, é inviável fazer pacotes de sessões.

Você vai ficar só ouvindo e anotando, e eu precisarei ficar falando praticamente sozinho(a) como aparece como nos filmes?

Não. Nestes casos que aparecem nos filmes, provavelmente o tratamento é de abordagem psicanalítica, e a pessoa está fazendo "análise" (psicanálise) e não terapia. Na análise, a metodologia é associação livre, onde a pessoa fala tudo o lhe vem à mente de forma livre e o analista tem uma postura um pouco mais passiva. 
Eu sou psicoterapeuta, e minha abordagem é a gestalt-terapia, cuja metodologia é dialógica. Ou seja, é sempre através de uma conversa e o terapeuta tem uma postura ativa no processo. Isso fica ainda mais evidente na gestalt-terapia, onde o terapeuta pode sugerir atividades na sessão para o cliente.

Por que aqui você chama o paciente de "cliente"?

A psicologia é um "arquipélago": ela é composta por várias abordagens, que são muito diferentes entre si. Existe a psicanálise, a terapia cognitivo-comportamental, a centrada na pessoa, a existencialista, a narrativa, a sistêmica, a corporal, etc. Cada abordagem tem seu próprio corpo teórico, técnico e sua forma de enxergar o ser humano. A minha abordagem é a Gestalt-terapia, e ela é uma abordagem humanista. Acreditamos na capacidade do ser humano para o crescimento, de responsabilizar-se pelo seu processo de desenvolvimento e criar uma realidade diferente. Nós da Gestalt achamos que o termo "paciente" remete àquele que espera pela cura passivamente, como uma pessoa que vai ao médico e espera que ele lhe prescreva o remédio, que lhe dê a solução. E, na nossa forma de fazer terapia, o terapeuta não dá uma solução, e sim convida aquele que o procura a olhar para a própria história e a criar as suas próprias soluções, de forma autêntica. Por isso, evitamos falar "paciente" e usamos "cliente".

Quanto tempo dura cada sessão?

Cada sessão dura 50 minutos, sendo que a primeira sessão (que chamamos de "primeira entrevista") pode chegar a durar um pouco mais de tempo.